Escrevendo coisas novas e arranjando coisas velhas

por Rafa

Tava aqui rabiscando uns versos e me lembrei das minhas aulas de arranjo.

Uma das lições que o Pat ensinou sobre colocação de frases é que faz diferença coloca-las nos tempos fortes ou fracos. Estas posições geram efeitos diferentes na percepção da música.

Frases iniciadas em tempos fortes tendem a ser mais estáveis e assertivas que frases em tempos fracos. Estas últimas soam mais instáveis e dramáticas.

(você pode discordar do Pat, mas vamos tomar esse argumento como verdade por um instante)

Isso meio que complica as coisas na hora de escrever uma música nova ou um arranjo novo, pois a tendência é sempre escolher o que vai aumentar o impacto da frase na obra. Basicamente, temos que evitar fazer escolhas erradas.

MAS

Quando se arranja pra uma peça já conhecida, a liberdade de mudar a colocação das frases aumenta: justamente por se tratar de uma peça batida, que todo mundo já cansou de escutar, mudar a colocação das frases acaba criando um efeito de suspensão de expectativa nos ouvintes: o ouvinte espera ouvir de um jeito e ouve de outro.

Anúncios