The doctor is in

por Rafa

Eu acordei esta manhã ouvindo o disco da banda de blues do sr. Hugh Laurie, o “Let Them Talk”. Segue abaixo algumas considerações.

1 – Como se não bastasse o talento como ator e a cacetada de prêmios que já ganhou, Hugh Laurie é também um puta cantor, pianista e violonista.

2 – A banda dele é surreal. É mais uma dessas gigs malucas de tão boas. Me lembra um pouco a gig da Nina Simone, no quesito qualidade.

3 – Ele tem um sotaque britânico bastante forte. Mas quando ele canta o blues, o desgraçado parece um caipira do delta do mississipi.

4 – Além de gravar um disco, ele também escreveu um livro: The Gun Seller, que ainda não tive a oportunidade de ler. Mas confesso que estou curioso. Até agora só tenho adjetivos bons para qualificar seu trabalho, então imagino que o livro seja igualmente bom.

Se algum dos meus cinco leitores já leu, por favor me diga se vale a pena a leitura 😉

6 – O blues é forte no disco, mas tem um bastante ragtime e um pouquinho de bluegrass na mistura. Se você espremer o álbum, sai o som do sul dos Estados Unidos da América.

7 – Não sei onde ele gravou o disco, mas é uma das coisas mais bem gravadas que eu ouvi nos ultimos tempos. Tudo, absolutamente tudo soa muito bem equilibrado, sem sobrar nem faltar nada de nenhum instrumento

8 – Por falar em instrumentos: é um disco de blues inspirado num som mais antigo, com arranjos mais modernosos muito bem escritos. Mas não espere ouvir guitarras carregadas de distorção. A onda do disco é outra.

Let them Talk

Anúncios